andré.santana [webdesign blog]

Você tem 7 idéias. Eles tem 3 minutos.

Posted on: 1 outubro, 2007

Artigo originalmente escrito para os participantes do Se vira nos 3, roda de portfolio que acontecerá no iMasters InterCon 2007. São dicas de como um candidado deve se portar em uma apresentação de portfolio para grandes diretores de Criação.

Você tem a chance de mostrar seu portfólio a alguns dos melhores diretores de criação do mercado. Como nada é perfeito, há um problema: o tempo deles é curto e os candidatos são muitos. O que fazer? Seguem 21 dicas:

01. Respire

. A emoção pode ser grande, mas nunca o suficiente para comprometer a qualidade da apresentação. Ao chegar sua vez, respire fundo duas ou três vezes antes de falar. Isso costuma baixar a pulsação e diminuir a ansiedade, o que naturalmente reduz velocidade da fala. Ao falar mais pausadamente você transmite segurança, clareza e faz com que o encadeamento de idéias seja mais natural e compreensível, o que facilita sua avaliação.

02. Olhe nos olhos

. Mas não encare nem desafie. Lembre-se que eles são gente como você, e que já passaram por situações como esta várias vezes na vida. Isso não significa que devam compreendê-lo ou ajudá-lo, mas que podem levar em conta eventuais deslizes ou imperfeições.

03. Eles já viram coisa melhor

. E não foi de você. Esse tipo de profissional costuma estar em contato com o que há de melhor na sua área. Por melhor que seja sua idéia, não espere admiração. Se o que você apresenta tem valor, ele será reconhecido na medida adequada.

04. Apresente-se

. E cumprimente as pessoas. Se você quer causar uma boa impressão, pense na conduta que deixaria sua avó orgulhosa. Alguns valores são perenes.

05. Seja discreto

. Humilde talvez seja a melhor palavra. Sua idéia deve ser melhor que você. Quanto melhor o profissional, menos ele fala de si e mais de sua obra.

06. Evite firulas

. Não há tempo para gracinhas, efeitos especiais e maquiagens que só desviam a atenção do material a apresentar. Lembre-se da recomendação 3 e pense que, se o efeito for melhor do que a peça, ele a desvalorizará. Na melhor das hipóteses, o trabalho terá sido inócuo.

07. Evite piadas e trocadilhos

. Lembre-se que chavão só abre porta grande e evite qualquer frase feita, argumento de livro de auto-ajuda ou expressão do corporativês, como maximização de mindshare, seja lá o que isso signifique.

08. Tenha ritmo

. A apresentação e as peças devem fluir naturalmente, sem quebras ou sustos. Pense na forma com que programas de notícias encadeiam assuntos e busque uma linha de raciocínio que mostre que, por trás daquele material aparentemente desconectado, existe uma filosofia criativa uniforme.

09. Ensaie

. Apresente suas peças para amigos, família, professores. Ouça os comentários deles que, mesmo que não entendam “nada” de talento, tendências ou design, certamente sabem mais de relações humanas que você, obcecado na venda de seu peixe.

10. Não generalize

. Por mais que a publicidade convencional insista em afirmar o contrário, nem todo homem é igual, nem toda criança pensa igual, nem todo paulista vive igual. Generalizar é perigoso e uma afirmação que soe preconceituosa pode causar vexames destruidores para sua apresentação e imagem como um todo.

11. Seja correto (politicamente, diga-se)

. Não importa o que você pense. Discordo do ponto de vista de vários amigos meus, mas conheço-os a tempo suficiente para não poder julgá-los por isso. Você não terá esse benefício. Lembre-se da recomendação anterior.

12. Evite intimidades

. O mercado publicitário é informal e pequeno o suficiente para que muitos sejam amigos e se tratem informalmente, mas essa intimidade é adquirida, não automática. Como regra geral, trate o outro como é tratado e isso poupará uma série de problemas.

13. Concentre-se na idéia

. É por causa dela que você está ali, não desvie o assunto. Se você morou em Londres, isso não é assunto. A política e a economia tampouco. Todos estão ali com um objetivo em mente. O resto é secundário, e pode ser abordado em outra ocasião.

14. Seja claro

. Do que trata sua idéia? Qual seu objetivo? Público? Formato? Diferencial? Resposta esperada? Uso da mídia? Você têm as respostas na ponta da língua? Então reexamine as peças.

15. Seja consistente

. Evite contradições. Todas as peças de sua apresentação devem refletir uma filosofia de trabalho sólida e coerente, que, em última hipótese, simboliza o que você acredita e como trabalha. Essa linguagem subliminar é mais importante que qualquer peça apresentada.

16. Relaxe e improvise

. Não seja “engessado”, caso contrário parecerá que a idéia não é sua. Não se prenda a um script e esteja à vontade para pular partes ou exemplificar comentários apresentados. Se questionado, não apresente respostas-padrão. Pense em telemarketing e faça o contrário. Para isso, use sempre a recomendação 1.

17. Seja relevante

. Nem publicitários acreditam que suas peças mudarão o mundo ou farão história, mas todos querem que seus objetos criativos sejam importantes, pelo menos temporariamente. Para isso é fundamental que tragam conteúdo e que representem um papel significativo no conjunto da comunicação.

18. Abandone o óbvio

. Se você viu algo no YouTube, seu amigos também já viram. Se uma solução criativa foi desenvolvida para uma grande marca, certamente você não será o primeiro a ver. O que dizer então daquele efeito de animação, daquela paleta de cores, daquele estilo de ilustração que todo mundo comenta? Simples: se passar pelo crivo da recomendação 17, pode seguir em frente. Caso contrário, é melhor partir para outra.

19. Escute

. E nunca, nunca, discuta. Se eles não entenderam o que você disse, é porque você não explicou direito. Paciência, fica para a próxima. Você deve viver de um conjunto de idéias e ter segurança suficiente para não se apegar a nenhuma delas. Se você não concorda com o julgamento, talvez seja avançado demais para a época. Tanto faz. Não vai ser ali que você conseguirá expor seu ponto de vista. Não há tempo para isso.

20. Agradeça

. Ao final da apresentação lembre-se que, por pior que tenha sido sua avaliação, ela é extremamente válida. Mesmo que você discorde de tudo, agradeça. Lhe foi feito um favor, mesmo que você demore algum tempo para reconhecer.

21. Aprenda

. A troca de idéias é fundamental para a evolução, mas isso só acontece quando há aprendizado. Ou seja, quando o indivíduo, confrontado em seu ponto de vista, se predispõe a mudá-lo. Crianças mimadas, fanáticos religiosos e imbecis em geral têm em comum a incapacidade de compreender o ponto de vista do outro e, nesse processo, crescer.

Se essas dicas deixaram você mais nervoso ainda, um segredinho: praticamente ninguém consegue seguir todas elas. Minha inspiração para escrevê-las foi com base nas oportunidades que perdi ao longo da vida por não respeitá-las. Se por acaso você estiver com bloqueio criativo, dê uma olhada aqui que talvez ajude.

por Luli Radfahrer

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seja Bem-Vindo!

@andrehsantana

outubro 2007
S T Q Q S S D
« set   nov »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

RSS Feeds Deliciosos

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Flickr!

Cell

Dia do Design

Geometric

Logotipo Pé do Palco // 02

Logotipo Pé do Palco // 01

Mais fotos

Blog Stats

  • 235,108 hits
%d blogueiros gostam disto: