andré.santana [webdesign blog]

Archive for junho 2007

Portfolio

Adaptar o conteúdo e ofertas de acordo com as preferências de cada cliente é uma forma das empresas compreenderem e melhor se relacionarem com seu público-alvo.

A personalização diminui o tempo levado para encontrar e desenvolver produtos e proporciona conveniência e agilidade no processo de aquisição de produtos e/ou serviços de uma empresa. Com base nos dados históricos de um cliente, é possível identificar suas preferências. A construção de um perfil aumenta a probabilidade nas vendas.

A demanda atual do consumidor, unida a gama de serviços e produtos oferecidos pelas companhias e o aumento na disputa pela vantagem competitiva despertaram a necessidade da segmentação no quesito comunicação com o cliente. Diferenciar e personalizar são condições básicas para maior destaque no mercado.

O rastreamento da navegação de seu público em seu site permite a identificação de suas áreas e temas mais freqüentados. A construção de um perfil pode ser realizada a partir de variadas informações: produtos adquiridos, áreas favoritas, mais visitadas, temas de interesse, perfis sócio-demográficos, entre outros, além da avaliação e comentários de outros usuários comuns, criando um senso de comunidade virtual.

Esses métodos podem ser usados em sites de conteúdo, lojas virtuais, e-mail marketing, newsletters e toda e qualquer comunicação on-line entre a empresa e seus clientes, prospects, suspects e parceiros.

Dados de mercado comprovam a eficiência do e-mail marketing na geração de resultados. No ano passado foram investidos nos EUA US$ 2,1 milhões em comunicação com clientes por e-mail, segundo calcula a Jupiter Research em seu último informativo. E os investimentos em e-mail marketing nos Estados Unidos vão quase triplicar até o ano de 2008, alcançando US$ 6 bilhões.

Essa ferramenta permite o desenvolvimento de diversas formas para personalização da mensagem. Por meio de uma base de dados enriquecida, qualificada e trabalhada previamente, com informações que permitem a criação de clusters (listas com perfis segmentados), é possível enviar mensagens direcionadas e personalizadas.

As companhias podem cruzar dados (idade, sexo, empresa) de acordo com suas estratégias de segmentação de produto e/ou serviço e atender às expectativas do público-alvo.

Mídias off line geram altos custos de produção e veiculação. A Web é o meio de comunicação mais utilizado pela geração atual, que forma um grande potencial de consumo.

A internet tornou-se um ambiente ideal para personalização, pois facilita o rastreamento e avaliação de hábitos. A integração das ferramentas Web com o bom senso aplicado aos meios automatizados qualitativos existentes no mercado permite assertividade nas relações das organizações com seus clientes.

Definir sua mensagem chave é o ponto principal. Repassá-la ao seu público é fundamental e direcionar sua comunicação de forma a torná-la receptiva é imprescindível. Insira, sustente e fidelize sua imagem.

por Karen Vedoveli

^^

Aos amantes da cor laranja…

Divirtam-se!

wallpaper_orange_1024px

1024 x 768 px

wallpaper_orange_1280px

1280 x 1024 px

fonte: WallpaperStock

por André Santana

Salve salve, fiéis leitores, como estão? Espero que muito bem! ^^

Segue pra vocês um fantástico wallpaper, espero que gostem.

Divirtam-se!

wall_dark_earth_1024

1024 x 768 pixel

wall_dark_earth_1280

1280 x 1024 pixel

fonte: WallpaperStock 

por André Santana

trabalhando_na_praia

Já é uma realidade. Trabalhar em casa não é mais visão futurista de Domenico di Masi. E sem dúvida a Internet facilitou esse grande sonho: trabalhar e ganhar dinheiro sem sair de casa.

Comecei a trabalhar em webdesign na adolescência. Pra você ver, nem sabia o que era webdesigner. Pra mim, todo mundo que fazia site era um Sysop, como os donos de BBS (os mais velhos irão lembrar disso ), depois veio o termo webmaster e só tempos depois, Webdesigner.

Mas comecei trabalhando em casa, como qualquer adolescente. Depois resolvi montar um escritório onde só tinha eu de funcionário. Ué, então pra quê um escritório? somente para a minha família perceber que aquele moleque que estava ali no computador não estava jogando Flight Simulator o tempo todo. Ele estava trabalhando e ganhando dinheiro, sem camisa, dentro do seu quarto.

Com o passar dos meses ( é, ia escrever “anos” mas na Internet tudo corre mais rápido ) a empresa cresceu muito, tive funcionários e estava vendo se concretizar aquele sonho de ter uma empresa, ser executivo, ficar viajando a trabalho… é, mas tudo isso tem um preço.

Quem é empresário sabe muito bem como é difícil ter uma empresa. Além dos impostos absurdos, gerenciar uma empresa não é pra qualquer um. Os executivos, coitados, passam o dia com aquela coleira ( mais conhecida como gravata ) e paletó, mesmo fazendo calor de 35 graus, levando bronca do chefe, sendo cobrado a toda hora, trabalhando de segunda a segunda, sem parar. Sem viver.

“É preciso saber viver”, como Roberto Carlos já dizia. Comecei a ver que largar minha juventude, minha família, até mesmo meus estudos por causa do trabalho e da ganância de ganhar dinheiro e status, seria deixar de viver. Estava tendo qualidade de vida zero. Comecei a pensar “nossa, como era bom os tempos que trabalhava em casa. Era feliz e não sabia”. Nada mais precioso que o valor do tempo. O tempo não volta. E não tem dinheiro nenhum que pague isso.

Foi o que fiz. Onze anos se passaram. Hoje trabalhar em casa já é algo comum. A troca do “status” de ter um escritório num bairro nobre por trabalhar em casa pra mim foi uma vantagem tremenda. As primeiras vantagens, que todo mundo se encanta inicialmente é: poder planejar sua vida, fazer uma academia, viajar no dia que quiser, tirar férias quando quiser e até mesmo ir a praia durante a semana. Sem falar que não se corre o risco de levar bronca de chefe.

Agora é necessário muita responsabilidade e disciplina. Disse “viajar a hora que quiser” mas não disse “viajar todo dia”. Disse “tirar férias quando quiser” mas não disse “tirar férias todo mês”. Nem disse “ir a praia todos os dias da semana.”

Trabalhar em casa tem suas conseqüências. Se você for casado então… prepare-se para as broncas da esposa quando você quiser trabalhar até mais tarde. E a geladeira? Trata-se de um dos efeitos colaterais mais pertinentes, engorda-se 10kg fácil-fácil.

A cama chama você o tempo todo. O divertimento também. Afinal ninguém está vendo você trabalhar. Se você não amar o que faz, fica complicado trabalhar em casa diante de tantos dispersores.

Engana-se quem acha que trabalhar em casa se trabalha menos. Eu gosto tanto do que faço que trabalho muito mais do que se trabalhasse num escritório. Acordo as 9 da manhã e vou direto para a cadeira em frente ao computador, com os cabelos todos arrepiados, checar meus emails e ver como vai ser meu dia. Só vou parar por volta das 3 da manhã. Alguns clientes se impressionam, eu respondendo emails 3 da manhã. Mas vamos às contas: se eu não tenho que me deslocar para trabalhar, economizo umas duas horas de trânsito. Economizo o tempo de se arrumar também. Logo durmo de 6 a 7 horas por dia, o que pra mim é uma maravilha. E se bobear ainda posso tirar uma soneca de 30 minutos depois do almoço. ;)

Você acredita que às vezes ainda me aparece um amigo perguntando “Porquê você não abre um escritório?” e eu respondo: “Pra quê? Se não tenho funcionário, não recebo cliente, se todos estão aqui na Internet, pra quê vou abrir um escritório e gastar com luz, água, aluguel, condomínio, gasolina e tempo?”.

Pois então, trabalhar em casa é muito bom. Mas acho que não é pra todo mundo. Tem que aceitar os prós e contras, como tudo nessa vida. Mas tenho certeza de que muitos engravatados queriam estar no meu lugar.

Para o alto e avante!

por Bruno Ávila


Seja Bem-Vindo!

@andrehsantana

junho 2007
S T Q Q S S D
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

RSS Feeds Deliciosos

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Blog Stats

  • 242.811 hits